Disponível no site da CAASP, o serviço é indicado para quem deseja obter apoio psicológico ou acessar informações científicas sobre saúde emocional

Com mais de 10 mil acessos, a plataforma CAASPSico foi apontada como case de sucesso em evento internacional sobre saúde mental realizado virtualmente de 25 a 27 de junho. O serviço de atenção psicológica à advocacia desenvolvido em parceria pela Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo e a Bee Touch, startup da área, foi apresentado durante a Conferência Internacional “Respostas dos Psicólogos aos Desafios da Covid-19: Uma Resposta Especial para um Tempo Especial”, da qual participaram alguns dos mais renomados especialistas mundiais.

“Foi uma imensa satisfação representar o Brasil e mostrar a CAASPSico neste grandioso evento, promovido pela American Psychological Association, pela Sociedade Interamericana de Psicologia e pela Universidade Carlos Albizu, cuja finalidade foi descrever ações da psicologia mundial frente à crise pandêmica”, relata Ana Carolina Peuker, sócia-fundadora da Bee Touch.

Iniciativa inovadora, a CAASPSico permite o rastreio do risco em saúde mental por meio de um software de avaliação psicológica. “São disponibilizados materiais psicoeducativos desenvolvidos com base nos dados coletados. Os resultados revelam que a população atendida tem vulnerabilidade a depressão e ansiedade, sofre impacto negativo da hiperconectividade, com problemas de sono, procrastinação e humor negativo como consequência das redes sociais. Estes aspectos tem sido foco do tratamento psicológico”, descreve Peuker.

Segundo a diretora da CAASP Raquel Tamassia, “a entidade, na atual gestão, inseriu a saúde psicológica da advocacia entre suas prioridades, face à gravidade e à recorrência dos casos de colegas que necessitam de apoio”. Para Tamassia, “os números de acessos à plataforma confirmam o acerto da iniciativa”.

Acessível pelo site da Caixa de Assistência, o serviço é indicado para quem deseja obter apoio psicológico ou mesmo aqueles interessados em informações científicas sobre saúde emocional. A advocacia também tem acesso a cartilhas e e-books sobre bem-estar e ao “estressômetro” – um teste on-line para aferir o nível de estresse. O acesso a tudo isso é gratuito.

Quem necessita de atenção individualizada pode recorrer a orientação on-line com profissionais de psicologia na própria plataforma, todos credenciados ao Conselho Federal de Psicologia (CFP) – mais de 700 profissionais do Direito já o fizeram. O preço da consulta é menos de 50% do valor praticado no mercado.

O atendimento à distância passou a ser recomendado pelo Conselho Federal de Psicologia em março de 2020, em virtude das medidas de distanciamento social adotadas para frear a transmissão do coronavírus.

“O que nós temos visto é uma população que chega bastante vulnerável, com ansiedade e depressão. É importante que se estimulem as buscas pelas pessoas que ainda não estejam num nível de exaustão. Os atendimentos até aqui são de pessoas bastante fragilizadas, e o atendimento psicológico não deve ser buscado apenas quando a pessoa está no seu limite”, orienta Ana Carolina Peuker, que é doutora em psicologia e membro do Grupo de Trabalho de Enfrentamento à Covid-19 da Sociedade Brasileira de Psicologia.

A Conferência Internacional “Respostas dos Psicólogos aos Desafios da Covid-19: Uma Resposta Especial para um Tempo Especial” contou com a participação de alguns do mais respeitados especialistas do mundo e autoridades acadêmicas, como Vikram Patel, professor da Harvard Medical School, Carlos Zalaquett, presidente da Sociedade Interamericana de Psicologia, Amanda Clinton, do escritório de assuntos internacionais da American Psychological Association, e Julio Santana, Reitor da Universidade Carlos Albizu.

Cartilha – O empenho da OAB e das Caixas de Assistência de Advogados em desenvolver estudos sobre a saúde mental da advocacia já resultou em outras ferramentas de apoio à classe. Tendo o presidente da CAASP, Luís Ricardo Davanzo, como um dos seus incentivadores, o Programa de Saúde Mental da Advocacia fez um mapeamento detalhado dos distúrbios psicológicos entre advogados e advogadas, o qual resultou na segunda edição da Cartilha de Saúde Mental da Advocacia, lançada em janeiro último.

A Cartilha da Saúde Mental da Advocacia é uma das peças que compõem o Plano Nacional de Prevenção das Doenças Ocupacionais e da Saúde Mental da Advocacia, oficializado pelo Provimento 186/2018 do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.